Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2017

Processo de Luto

Desde que ouvi o grito da mãe, agarrada ao telemóvel, que estas nuvens não me deixam ver claramente o que se passa. Quando ela me olhou, estrangulando o telemóvel já desligado, soltou a frase que ficou gravada grave e em câmara lenta: “O pai morreu!”.

Passaram uns dias, desde essa altura. Talvez mais, talvez um mês ou dois. Sei que estava calor, estava um dia tão quente como nunca tinha sentido antes, de tal forma que comecei a sentir-me febril. Talvez as nuvens que me perseguem sejam consequência dessa febre que se me acometeu. Só me chateia que pareça que todas as minhas recordações recentes me apareçam nubladas, que o cinzento invada o plano para amanhã.

Naqueles dias, muitas foram as pessoas que me abordaram, tentando perceber como me sentia e se precisava de alguma coisa. Estive tentado a dizer-lhes, muitas vezes tive de me controlar para não o fazer: ele nunca estava em casa. O meu pai nunca estava comigo, mal me conhecia. Por que razão iria agora fazer-me falta? Porque raio …

Assertividade – A comunicação da aceitação

Diz-se que a sociedade de hoje está muito egoísta mas, na verdade, em muitos momentos, sentimos dificuldade em afirmar o que somos, pensamos e sentimos em diversos contextos (profissional, social, familiar, conjugal, etc.).
De facto, muitas vezes se confunde agressividade com assertividade. A grande diferença entre ambas é que na primeira afirmamo-nos atacando, não dando espaço ao/s outro/s, enquanto, na segunda, somos capazes de reconhecer o outro que é necessariamente diferente de nós com as suas expectativas, crenças e sentimentos, dando-lhe espaço para se manifestar. No fundo, para sermos assertivos temos de aceitar que eu não sou o outro nem o que o outro espera de mim, mas também o inverso, e que os conflitos, sejam internos (connosco próprios) ou externos (com outro/s), fazem parte da existência humana. Além da aceitação da diferença e do conflito, a assertividade pressupõe auto-estima. Ou seja, gostarmos de nós próprios, para termos capacidade e nos julgarmos merecedores de…