Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2016

As sombras e as luzes de Natal

Quer se goste, quer não se goste (ou não se dê importância), não haverá muitos temas tão capazes de tocar de formas tão opostas os meus pacientes, os meus amigos, os meus conhecidos e as pessoas que fui conhecendo até hoje como o Natal. Luzes e sombras que irei agora visitar consigo a meu lado.
As sombras. O Natal é uma época que nos pode fazer sofrer. Sentimos falta de quem já faleceu, com dor e saudade. E olhamos para aquele lugar vago na ceia de Natal onde, em tempos, estava aquela pessoa que nos iluminava com o seu sorriso, com o seu calor, com a sua história. E que agora já não está. Pelo menos, da forma a que nos habituou.
É também no Natal que muitas pessoas se sentem sós. Porque a vida as afastou de quem gostavam, porque nunca tiveram alguém assim tão próximo, porque não cuidaram delas o suficiente e as deixaram ir, por estarem num sítio desconhecido ligado a um novo rumo na sua vida. Por muita coisa diferente. Mas a sensação de vazio é a mesma, profunda e fria como a neve que …

Para sempre juntos

Quando estamos numa relação e tudo corre bem, sentimos uma imensa plenitude. Aquela pessoa que amamos é especial para nós, temos a sensação que nada nos poderá separar e que o nosso amor é eterno. Naquele exato momento em que olhamos para ela e sentimos que tudo faz sentido. Dentro e fora de nós. Que temos a combinação perfeita entre compromisso, paixão e intimidade. Que temos a maior sorte do mundo em amarmos desta forma.
Porém, o caminho de uma relação é feito, também, de obstáculos. Transições de vida, impasses, perdas, diferenças. E o amor que une duas pessoas, naquilo que tem de forte e frágil, reflete tudo isso. E muito mais. Porque sente muito. Haverá dias em que nada bate certo e que o caminho do fim parece o único. E, de certo modo, o mais fácil. Fazemos tudo para que não doa mais. Já chega de sofrermos.
Mas não ficamos o tempo suficiente, estamos sempre de saída. Nas nossas relações e em tudo o que nos é importante. É esse o rumo dos tempos modernos - se não fizermos nada para…

Adoção: “Quero muito estar contigo.”

A adoção é um processo de construção de uma relação para passar uma criança para filho/a, passando a exercer-se um papel parental de proteção, cuidado e afeto para com ela. Aqui cabem todas as famílias, ou seja, as constituídas de modo biológico e as famílias por adoção. O que é necessário é que as várias partes se adotem mutuamente e assim edificar uma família num projeto contínuo e definitivo. “Pais e filhos” parece-me ser a única nomenclatura a ser usada em ambas as formas de construção familiar. O termo adoção vem do latim adoptare, isto é, aceitar, escolher, desejar uma criança gerada por outros. Quando nos lembramos das histórias da nossa infância, conhecemos uma que nos fala apaixonadamente de uma relação entre pai e filho - O Pinóquio – em que o Geppeto (construtor de bonecos de madeira) foi sonhando que o seu desejo poderia transformar um boneco de madeira num filho de verdade (como se, assim, nos falasse de um bebé nascido dos seus sonhos antes que fosse concretizável na sua v…